BOLETIM DE RASPADINHA COM 20 MIL EUROS VENDIDO NA TABACARIA GUIMARÃES

Quando se tira um euro ou mais da carteira para comprar uma Raspadinha, por muito que se possa dizer que é só «para ver o que dá», há sempre uma “pontinha” de esperança que, ao raspar, naquele pequeno cartão, possa estar uma bela ajuda financeira, para fazer aquela compra especial, para pagar aquela dívida que está difícil liquidar ou, simplesmente, para iniciar um “pé de meia”.


Diário de Aveiro


Portal d'Aveiro - www.aveiro.co.pt